Uma estrutura de alumínio que dava base ao sistema de som e iluminação do palco de uma banda desabou hoje, segunda-feira (04) no CSU do Parque 10, em Manaus.

Segundo informações apuradas a estrutura pertence à empresa ECOART e uma pessoa ficou machucada, mas não gravemente. Por sorte, a estrutura veio ao chão na montagem do palco, quando apenas os técnicos estão trabalhando, sem a presença de público, o que poderia ter se tornado uma tragédia.

A pessoa que ficou ferida é uma mulher de nomes e idades não identificados, que ao perceber que a estrutura iria tombar se jogou e torceu o pé.

No vídeo, é possível ouvir que uma testemunha afirma não ter cabos de aços e sapatas, que poderiam garantir a segurança da estrutura de box struss, som e iluminação, que pesam toneladas.

Entramos em contato com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-AM) para saber se a estrutura tinha a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), documento que garante a presença de um engenheiro como responsável técnico e, por consequência, a segurança em sua montagem. O Crea, que funcionou hoje até às 13h, informou que iria verificar a existência da documentação, mas que já havia encaminhado uma equipe de fiscalização ao local.

VEJA O VÍDEO:

Em tempo: O superintendente de Fiscalização do CREA-AM, Swami Vasconcelos, informou que não encontrou no local as documentações exigidas pelo órgão, mas que vai convocar a empresa na quinta-feira (7) para prestar os esclarecimentos. Segundo ele, caso fique comprovado a ausência de um profissional habilitado como responsável técnico, a empresa pode ser multada em mais de seis mil reais.

O superintendente disse ainda que verificou que as empresas que estão atuando no evento não apresentaram a ART no local.

O espaço fica a aberto para a manifestação dos organizadores e da empresa Ecoart.