Desde segunda-feira (15), a empresa Amazonas Energia, do consórcio Oliveira/Atem, assumiu oficialmente a distribuição de energia para todos os 62 municípios do Estado do Amazonas, com aproximadamente 900 mil clientes.

No dia 10 de dezembro de 2018, o consórcio arrematou a Distribuidora de energia do Estado por R$ 50 mil, além do aporte de 491,370 milhões. O leilão foi realizado na sede da B3, antiga BM&FBovespa, em São Paulo.

Fundada em 1972, a empresa amazonense Oliveira Energia é especializada na
locação de usinas termelétricas de energia para os mercados isolados do Amazonas e Roraima, atendendo hoje mais de 2 milhões de pessoas.

De acordo com o presidente da Oliveira Energia, Orsine Rufino de Oliveira, a empresa já atuava em mais de 90 localidades, atendendo a uma extensão territorial de mais de 1.785.000 km². “Dispomos de estrutura própria de logística, operação, manutenção, e estoque de equipamentos e peças de grupos geradores, que antes já gerávamos cerca de 600 empregos diretos, e mais de 2000 indiretos, e agora assumindo a distribuição de energia no Amazonas, esse número de empregos aumentará de forma significativa”, assegurou.

“Disponibilizamos toda essa força de trabalho a serviço dos povos da Amazônia, com de mão-de-obra local e especializada, e a partir de hoje temos o desafio de levar aos  nossos clientes mais qualidade e confiabilidade no fornecimento de energia no Estado, garantindo assim, mais qualidade de vida aos nossos clientes”, ressaltou Orsine.

Luz Para Todos

O Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica, conhecido como “Luz para Todos”, tem o objetivo de garantir o acesso ao serviço público de energia elétrica aos domicílios e estabelecimentos do meio rural. As metas de atendimento são estabelecidas pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

Até o ano de 2030, a previsão é que 54 mil casas sejam beneficiadas pelo programa. Para o ano de 2019, é previsto o atendimento de 10,8 mil novas ligações nos 62 municípios do estado do Amazonas, beneficiando aproximadamente 54 mil pessoas, através da extensão de 3.500 km de rede de distribuição de energia em média tensão rural. O investimento previsto para os próximos três anos é de R$ 236.890.407. Até o ano de 2022 a previsão é que sejam realizadas 23.035 novas ligações em municípios do interior, com investimento de aproximadamente R$ 290 milhões.

O Diretor de Distribuição do Interior, Radyr Gomes de Oliveira, explica que levar a energia elétrica aos pontos mais isolados do Estado do Amazonas é sem dúvida alguma, um dos maiores desafios. “Iremos trabalhar de maneira intensa com reforço na geração de energia no interior do Estado, e foco nas metas para continuidade no programa, no qual são definidas de acordo com as metas de ligações estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Ministério de Minas e Energia (MME) e financiamento aprovados”, destacou Radyr.

Sem aumento

O diretor-presidente da Amazonas Energia, Tarcísio Rosa, afirmou que não há previsão de aumento na conta de energia elétrica.

“Pela interligação do sistema no Estado, nós eliminamos uma parte dos custos com diesel e isso [a operação] fica mais barato, portanto não afeta a tarifa de energia. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) define as tarifas para todo o País, independente de ser empresa privada ou estatal. Isso sempre com base na eficiência, na rentabilidade da empresa, nos compromissos e nas metas avaliadas por eles. Não está previsto aumento”, afirmou Tarcísio nesta segunda-feira, dia 15, em entrevista à imprensa.

Investimentos

A Distribuidora possui o compromisso de fornecer energia elétrica à população, realizando as atividades necessárias para operar de forma confiável seu sistema. Projetos de investimentos, serão executados em 2019, com o valor total previsto de R$ 741.260.490, no qual será investido na construção e expansão no sistema de distribuição em Alta, Média e Baixa Tensão, assim como a realização de manutenções preventivas e corretivas na rede de distribuição e nas subestações existentes. Até o ano de 2023, serão realizadas obras da Alta Tensão em subestações e linhas de transmissão, para solução estrutural de atendimento ao sistema, com investimento previsto de R$ 1,3 bilhões.

O Presidente da Amazonas Energia, Tarcísio Rosa, aponta que a Empresa investirá no setor elétrico do Estado, com objetivo de melhorar o fornecimento de energia, diminuir DEC (duração das interrupções de energia) e FEC (quantidade de interrupções de energia), assim como trazer grandes melhorias no parque energético do Amazonas, e consequentemente, o desenvolvimento da região. “A Distribuidora também pretende ampliar a geração de energia em todo o interior do Estado. Com os investimentos que serão realizados, a Distribuidora pretende melhorar não só a qualidade do fornecimento de energia, mas também o atendimento aos consumidores”, admitiu Tarcísio.