A CNN Brasil confirmou neste domingo (29) a saída da advogada e comentarista Gabriela Prioli do quadro “O Grande Debate”. No entanto, a emissora e ela ainda estão em contato. Segundo o colunista Ricardo Feltrin, do Uol, a CNN está negociando a permanência da comentarista na casa em uma nova atração ou função. As informações é da Isto é.

Por meio das redes sociais,  Prioli fez um longo desabafo e se queixou do quadro no qual debateu com Caio Coppola e depois com Tomé Abduch, quando Coppola ficou afastado por questões de saúde.

No post, a comentarista falou sobre se sentir constrangida em determinadas situações: “Não consigo atingir o meu objetivo se for constrangida e não posso seguir participando do debate sem que a convicção sobre a gravidade do constrangimento não seja só minha, mas de todos os envolvidos, na frente e atrás das câmeras”.

“Seguirei, por enquanto, dividindo com vocês as minhas análises nas minhas redes e pensando em outras formas para podermos interagir e evoluir com qualidade”, continuou Prioli.

Na última terça-feira (24), Gabriela e Tomé debatiam sobre a decisão de Jair Bolsonaro de voltar atrás e suspender o trecho da medida provisória que previa a suspensão dos contratos trabalhistas por até quatro meses. Tomé Abduch interrompeu a companheira de emissora diversas vezes.

Na sexta, Gabriela foi interrompida por Gottino, responsável por mediar o debate. O tema em questão era sobre a Justiça autorizar a prisão domiciliar de Eduardo Cunha. A CNN Brasil ainda não se posicionou sobre o episódio.

Troca no quadro e pedido de desculpa

Com a saída de Gabriela Prioli do quadro “O Grande Debate”, a emissora decidiu trocar a dupla de debatedores. Por isso, Tomé Abduch também sairá de cena. A nova dupla será formada por Gisele Soares e Thiago Anastácio, “de linhas ideológicas antagônicas”, segundo o canal. Eles já estreiam na função na segunda-feira (30).

Em comunicado emitido pela CNN, o canal mencionou a reclamação de Prioli e afirmou que Gottino “excedeu a postura de mediador” ao interromper a comentarista na última sexta.

O apresentador, por sua vez, se desculpou: “Me excedi ao interromper. O meu papel ali é conduzir o debate para que os dois lados tenham espaço para expor suas ideias. Minha postura excedeu a de mediador.

“Peço desculpas a Gabriela por isso. Esse pedido de desculpas, enviado a ela no início da manhã de domingo, se estende também à emissora e ao público”, completou.