A mãe da jovem de 27 anos que foi agredida e expulsa de um ônibus em Salvador, após tirar a máscara pediu consideração a sua filha e que a mulher “não é bicho, é gente”. A mulher agredida está hospitalizada.

Diamantina Santos, mãe de Cíntia Santos, comparou a situação com uma briga entre animais. Para ela, foi desesperador assistir ao vídeo das agressões.

“Quando eu vi aquele vídeo, que meu amigo mandou para mim, meu mundo naquele momento acabou. Foi desespero. Eu perguntei assim, a mim e a Deus: ‘Ali dentro daquele ônibus, será que só tinha bicho? Só tinha bicho ali dentro?’ Esse rapaz de blusa amarela [um dos agressores que aparece nas imagens], foi o que agrediu mais a minha filha. “, disse a TV Bahia.

Relembre o caso

A agressão aconteceu na última terça-feira (5), m ônibus de Salvador por não usar máscara.

O Consórcio Integra, administrador do sistema de serviço dos ônibus da capital, confirmou a veracidade da situação, e afirmou que os passageiros ficaram irritados porque a mulher estava no veículo sem máscara e se recusou a colocar. Ela foi literalmente chutada para fora do ônibus com pontapés e agressões verbais.

A empresa relata que a mulher entrou no ônibus usando máscara e, ao passar pela catraca, retirou o equipamento de proteção, o que causou a revolta em alguns passageiros.