A Prefeitura de Manaus realizou a operação “Calçada Livre”, com objetivo de enfatizar que a calçada é para o trânsito de pedestres. A fiscalização, realizada pelo Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), aconteceu nesta segunda-feira, 26/7, no bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul, e orientou condutores de veículos sobre ocupar esses espaços com o carro, por ser infração e colocar em risco a vida dos cidadãos.

Durante as fiscalizações nas avenidas Tarumã e Emílio Moreira, os agentes identificaram vários veículos estacionados em calçadas, ou seja, em desacordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e orientaram os motoristas a retirarem os carros do passeio e procurar um local permitido para estacionamento.

“Por determinação do prefeito David Almeida, estamos intensificando as fiscalizações na cidade. O pedestre tem o direito de usar com segurança o espaço que é feito para ele”, frisou Paulo Henrique Martins, diretor-presidente do IMMU.

Ainda de acordo com Paulo Henrique, o bairro onde aconteceu a operação tem vários polos geradores de tráfego, porém, os comerciantes devem disponibilizar um local adequado de estacionamento para atender os consumidores.

“Os lojistas devem observar que é proibido, pela legislação de trânsito, transformar a calçada em estacionamento. A calçada garante ao pedestre a circulação com segurança na via”, finalizou.

A multa por estacionar sobre calçadas é infração grave e o valor é de R$ 195,23, mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).