As irmãs Lins ficaram nacionalmente famosas depois de publicarem uma foto recebendo a vacina contra covid-19. Agora, processam o humorista Leandro Hassum por chama-las de “burras” por publicarem o que ele entendeu como a prova de um crime.

“Quando posta eu já acho burra. A primeira coisa que me vem que é burra. Burra! Né, amor? Na boa… quer fazer besteira pra que posta?”, comentou o humorista. Hassum expôs a opinião dele ao ser questionado pela apresentado Fátima Bernardes, que repercutiu o caso dos suspeitos de furar a fila da vacina em Manaus.

Confira o disse Leandro Hassum:

Secredo de Justiça

Para acessar o processo nº 0617209-10.2021.8.04.0001 é preciso ter senha, uma vez que tramita em segredo de justiça, como decidiu a juíza Ida Maria Costa Andrade, da 15º Vara Cívil e de Acidentes de Trabalho.

No “Procedimento Comum Cível”, as irmãs Lins, GABRIELLE KIRK MADDY LINS e ISABELLE KIRK MADDY LINS pedem Danos Morais ao LEANDRO HASSUM MOREIRA, por chamá-las de burras em rede nacional.

As Lins, representadas pelo advogado Thiago Tabal Malheiros, argumentam que o comentário de Hassum “repercutiu em inúmeras manchetes e teria ferido a honra e impactado a vida pessoal e profissional das Demandantes (as Lins)”.

Fonte: Manaus 360