Pela terceira semana consecutiva, o índice de isolamento social em Manaus apresentou queda, numa tendência que se mantém em paralelo a retomada das atividades não essenciais.  A constatação é dos pesquisadores do projeto Atlas ODS Amazonas, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que apontam redução do índice de isolamento de 56% no fim de janeiro para 47% na última semana de fevereiro.

Em documento, o grupo constatou redução de 19% na média de novos casos de Covid-19 na última semana de fevereiro, em relação a 14 dias atrás. No período, conforme prossegue a análise, o número de casos seguiu a tendência de desaceleração detectável desde o início do mês de fevereiro, porém a queda já foi menos acentuada que na semana anterior.

As internações, por sua vez, caíram 36% de acordo com o levantamento, representando também redução menor que a da semana anterior. Com cerca de 56 internações diárias em média no Amazonas, os dados da última semana ainda são 1,7 vezes maiores que os do início de dezembro.

De acordo com o Atlas, esses dois indicadores apontam que na última semana de fevereiro houve uma queda menos acentuada na velocidade de disseminação e de progressão da doença do que nas semanas anteriores. Essa desaceleração da queda, acrescenta a análise, pode ser atribuída à flexibilização das medidas de restrição à circulação de pessoas.

O monitoramento do isolamento é realizado pela empresa Inloco, que usa dados enviados por aplicativos parceiros para aferir deslocamentos dos usuários e verificar diariamente o comportamento de 60 milhões de pessoas em todo Brasil. O indicador mostra se a população está se movimentando nas ruas ou permanecendo em casa a partir de dados de aplicativos de celulares.

LEIA AGORA | as notícias mais vistas e compartilhadas no Brasil: