Foto: Antonio Lima / A Crítica

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Josué Neto (PRTB), voltou a ter o nome no centro de polêmicas negativas na mídia nacional.

A nova denúncia, segundo o site Poder 360 é o gasto de R$ 20,2 milhões que fez para divulgação e propaganda da Casa, inclusive durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Na noite desta segunda-feira, 4, o site especializado em política detalhou os contratos, alguns sem licitação, feitos por Josué à frente da casa.

Conforme o site:

“Extrato de termo aditivo assinado em 9 de abril com a PS Publicidade estabelece valor estimado de R$ 1,76 milhão para serviços de consultoria e assessoria de comunicação. O 2º termo aditivo, de junho de 2019, é para a empresa fazer clipping para a Assembleia por R$ 736 mil mensais. O 3º aditivo, de novembro, traz o reajuste de 4,78% nesse contrato.

contrato de fevereiro da Criae com a Assembleia menciona R$ 8,78 milhões para a instalação de canal aberto de rádio e TV. E também R$ 78.000 mensais para inserções de mídia. O total desses 2 itens seria de R$ 798.000 por mês. A soma mostra R$ 809.000.

A página seguinte do documento indica outra despesa mensal de R$ 11.250 e menciona inexigibilidade de licitação. As somas de todos os valores de 2019 e 2020 é R$ 20,2 milhões”, descreve o site.

Outra revelação trazida pelo Portal 360 promete ser um escândalo: as duas empresas (PS e Criae) funcionam no mesmo endereço, na rua Luiz Antony, 1070, no Centro da Cidade de Manaus.

Apesar de CNPJs e de proprietários diferentes, as firmas estariam cadastradas no mesmo endereço, “uma casa reformada recentemente, com aparência de uso empresarial. Não tem placa de identificação. Destoa das casas da vizinhança. O trecho da rua tem imóveis baixos e desgastados”, descreve o portal.

O site informa que Josué Neto foi procurado pelo Poder360 para comentar os contratos, “mas não atendeu as ligações em seu celular. Informado sobre ao assunto por mensagem, enviou resposta, mas apagou em seguida, antes que fosse possível ler. Não respondeu mais.”

Os proprietários das empresas que aparecem em suas fichas cadastrais foram procurados por meio dos telefones fixos e celulares e pelos e-mails registrados. Mas, não responderam aos questionamentos, segundo o portal.

Leia a reportagem completa

Outras Denúncias

Na semana passada, a Associação Mãos Amigas denunciou que Josué Neto mantém um funcionário fantasma em seu gabinete.

De acordo com a entidade o funcionário foi nomeado no dia 2 de março, mas nos dias seguintes, ao invés de expediente na ALE-AM, estava em passeio pelo Nordeste, conforme revelam fotos que publicou no Instagram.