Foto: Reprodução

O governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), afirmou hoje que ao menos cinco pessoas estão desaparecidas após a queda de parte da ponte da Alça Viária, que fica sobre o rio Moju, próximo ao município de Barcarena, no interior do Pará.

As cinco pessoas compunham a tripulação da balsa que atingiu um dos pilares da terceira das quatro pontes do complexo. Já o Corpo de Bombeiros não divulgou o número de desaparecidos e diz que realiza buscas e que não foram localizados tripulantes e documentação da embarcação.

O desabamento aconteceu na madrugada de hoje depois que uma balsa que navegava no rio colidiu com um dos pilares da ponte. De acordo com o governador, 200 dos 860 metros da ponte desabaram. O governador informou que uma testemunha afirmou que, no momento do desabamento, dois carros trafegavam pela ponte e caíram no rio. “Estamos com a equipe do Corpo de Bombeiros fazendo as buscas e também solicitamos à Capitania dos Portos, que já está indo [ao local] com uma embarcação com embarcação com radar para colaborar”, disse o governador durante uma entrevista coletiva. Horas antes, ele havia feito um sobrevoo na região onde o acidente aconteceu.

De acordo com a testemunha com quem o governador disse ter conversado, os tripulantes da balsa teriam tentado evitar a colisão duas vezes antes da colisão.

“A balsa teria perdido o controle. Houve uma primeira tentativa de frear a balsa, mas não teria sido exitosa. Na segunda, teria paralisado o motor da balsa e a partir daí, ela, à deriva, se colidiu com a ponte”

O governador disse que as autoridades ainda não conseguiram contatar os cinco tripulantes da balsa e também não conseguiram saber a quantidade de pessoas que estariam nos veículos.


Primeiros registros que temos sobre a queda da terceira ponte do Moju

Fonte: UOL