Silvio Santos se irritou com Lívia Andrade e a colocou na geladeira do SBT por tempo indeterminado. Ela não apresentou o Fofocalizando nesta sexta (27). A apresentadora tirou o patrão do sério após dizer ao vivo no programa de fofocas que pastores de igrejas evangélicas estariam vendendo “álcool em gel ungido”. As informações sao do site Notícias da TV.

Lívia noticiou ao vivo, o fato, uma montagem onde aparece um ”álcool em gel” com o logo da Igreja Universal.

Pegou mal e causou um certo atrito com os bispos da Universal, nesse momento, o patrão é parceiro do Edir Macedo na empresa (Simba).

Para deixar claro que está chateado com sua pupila, Silvio ainda mandou Mara Maravilha interromper sua licença-maternidade e retornar ao Fofocalizando nesta sexta-feira (27). Quem assumiu o comando da roda de fofocas foi Chris Flores. O SBT não soube dizer quando Lívia Andrade retornará ao comando do programa.  Nas redes sociais, Lívia fez um post em que diz ter sido “cancelada”. Confira a publicação feita no Twitter: 

Entenda o caso

Na madrugada de quinta-feira (26), Renato Cardoso, apresentador da Record e bispo número um da igreja Universal, exigiu desculpas de Lívia Andrade por ter espalhado a fake news que dizia que líderes religiosos vendiam “álcool em gel ungido de Deus”, como forma de se proteger contra o coronavírus (Covid-19). Ela noticiou o boato ao vivo em 19 de março no SBT, e o comandante da atração Inteligência e Fé tomou as dores por Edir Macedo.

Cardoso compartilhou as falas de Lívia a respeito de pastores e usou uma grande legenda de “fake news” sobre o rosto da funcionária de Silvio Santos. “Essa semana, uma apresentadora do SBT divulgou, disseminou uma notícia falsa a nosso respeito, uma notícia rolando na internet que ela trouxe para os seus telespectadores”, começou o apresentador.

No Fofocalizando, Lívia começou a falar sobre supostos golpes aplicados. “Infelizmente, nós temos imagens de líderes religiosos que usam esse momento difícil para ganhar muito dinheiro. Eu cheguei a ver que uma das igrejas tá vendendo álcool em gel ungido por 500 reais. Isso é real, eu vi essa imagem e estou chocada”, lamentou a apresentadora. 

O integrante do alto escalão da Universal interrompeu o vídeo para explicar que as imagens exibidas pela emissora concorrente eram falsas. “O que nos surpreende é que uma pessoa que está à frente de um programa de televisão passaria essa informação adiante, sem vericar, para induzir os seus telespectadores ao erro e manchar a imagem de uma instituição tão séria no Brasil”, criticou o pastor.