Após o segundo exame do presidente do senado Davi Alcolumbre dar positivo para coronavírus, um clima de apreensão pairou sobre pessoas que tiveram contato com ele durante sua passagem por Manaus. Uma delas foi o governador Wilson Lima, que recebeu resultado negativo nesta quinta-feira (19). 

Como se sabe, o vírus que causa a Covid-19 é altamente transmissível. Mas há um motivo para Lima e outras pessoas que estiveram próximas a Alcolumbre em Manaus ficarem um pouco mais tranquilas, segundo Rosemary Pinto, diretora-presidente da FVS: o vírus ainda não estava em fase de transmissão quando ele visitou a cidade.

“O resultado deu negativo por causa do ciclo do vírus. Segundo as informações, o contato que o senador (Davi Alcolumbre) teve com o paciente que transmitiu o vírus para ele foi na noite anterior à vinda dele para o Amazonas. O vírus precisa de 48 horas para começar a circulação no sangue e se tornar transmissível. O contato que vocês tiveram foi muito precoce, o que impediu a contaminação”, frisou Rosemary.

Nesta quinta-feira (19), aumentou para 18 o número de infectados por coronavírus que integraram a comitiva do presidente Jair Bolsonaro na viagem aos Estados Unidos.  O presidente da Apex, Almirante Sérgio Segovia, é o caso mais recente a testar positivo. 

Foi esse o foco de transmissão que afetou Davi Alcolumbre. O presidente do Senado encontrou a comitiva um dia antes de vir a Manaus, o que motivou a realização de seu primeiro teste.

(Portal do Holanda)