Imagem: Izabela Rebouças/Aleam

Por meio do requerimento nº 011613/2020, protocolado nesta última terça-feira (19), na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE), o deputado estadual João Luiz (Republicanos) propõe a suspensão do recesso parlamentar do mês de julho devido à pandemia da Covid-19.

No documento, o parlamentar justifica que o isolamento social, por conta do novo coronavírus, prejudicou os trabalhos da Casa Legislativa, suspensos de forma presencial desde o dia 19 de março, fato que exclui a necessidade de paralisar as atividades no meio do ano.

“Diante do cenário em que estamos vivendo, temos realizado os trabalhos de forma remota. Mas com a suspensão do recesso, além de poder exercer as nossas atividades normalmente, impedirá também que as votações de projetos importantes sejam adiadas para agosto”, justificou João Luiz.

De acordo com o parlamentar, os trabalhos da Casa Legislativa são essenciais e, devido às circunstâncias impostas pela pandemia, o Poder Legislativo deve manter suas atividades para seguir com a tarefa de legislar, transformando em leis as demandas da sociedade.

“Como parlamentares, temos o papel de legislar, cobrar a aplicação de medidas e fiscalizar, de forma permanente, a aplicação dos recursos públicos por parte do governo e demais órgãos da administração, bem como debater com a população o conteúdo de matérias e demais demandas da sociedade”, enfatizou.

Na avaliação de João Luiz, o recesso no meio do ano seria imprudente, uma vez que o momento é de crise e exige um esforço concentrado em prol do Estado e, principalmente, da população amazonense.

“Vivemos uma situação atípica, na qual somente com a união de esforços poderemos minimizar os impactos negativos decorrentes da pandemia que assola o nosso Estado. Por isso, proponho aos meus pares que analisem e aprovem a minha proposta, cujo maior beneficiado é o Estado e a população amazonense”, concluiu.