O desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), revogou a decisão que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Molina Valeiko, nesta segunda-feira (7). O filho da primeira-dama teve a prisão temporária novamente decretada e deve permanecer separado dos demais detentos em presídio.