Um grupo de pessoas que participava de um bloco de carnaval subiu em um ônibus do transporte coletivo de Manaus na noite de terça-feira (25). O veículo passava pela Avenida Professor Nilton Lins quando precisou parar por conta da multidão. Vídeos mostram o momento em que foliões estão no teto do coletivo. A Secretaria de Segurança informou que vai abrir um inquérito para apurar eventuais responsabilidades dos organizadores do bloco no dano causado ao patrimônio público.

De acordo com vendedores ambulantes que trabalhavam em frente ao local da festa, a Avenida Professor Nilton Lins foi interditada por volta das 23h por centenas de pessoas que ficaram do lado de fora do evento que era realizado nas dependências de uma universidade.

As imagens, divulgadas nas redes sociais, mostram, ainda, um outro grupo jogando bebidas contra os vidros dos carros. Enquanto isso, outras pessoas sobem no teto de uma parada de ônibus.

Na manhã desta quarta-feira (26), a Rede Amazônica encontrou muito lixo na área. Pelo chão, embalagens plásticas, espetos de madeira e garrafas de vidro.

Segundo testemunhas não havia policiamento no local.

De acordo com a Secretaria de Segurança, também será avaliado se houve descumprimento da portaria do Carnaval 2020, que regula as atividades em vias públicas. O bloco em questão ocorria em local fechado, mas houve superlotação, extrapolando a área do evento.

“Os episódios de destruição e vandalismo praticados pelos cidadãos que participaram da festa são lamentáveis e criminosos. Quem tiver informações sobre as pessoas envolvidas nesses atos pode ajudar a polícia na identificação dos infratores para que eles sejam responsabilizados como manda a lei. As denúncias podem ser feitas de forma ao 181, o disque-denuncia da SSP”, informou.