O Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) emitiu, neste domingo (4), nota oficial em que anuncia a deflagração de greve por dois dias. O Sindicato divulga a greve para cumprir a legislação que determina o anúncio prévio de paralisação.

Diz a nota: “O Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus, por meio de sua Coordenadora Geral, para cumprimento das exigências da Lei n°7783/89, informa à população em geral sobre a participação da categoria dos Professores e Pedagogos das escolas da Seduc, na greve geral unificada dos Servidores Públicos do Amazonas. A instalação da greve geral por tempo determinado de dois dias, se dará no dia 8 de agosto de 2019, quinta-feira, a partir das 7h, em frente à Sede do Governo do Amazonas, localizada na Avenida Brasil (bairro Compensa, na zona oeste de Manaus)”.

No último sábado (3), o Movimento Unificado dos Servidores Públicos (Musp), composto pelas categorias de Educação, Segurança e Saúde Pública, decidiu, durante assembleia geral, que farão dois dias paralisação geral: próximas quinta (8) e sexta-feira (9).

Os policiais militares, que estiveram na assembleia, indicaram que devem aderir a decisão do Musp.

Leia também: