Aconteceu nesta terça-feira (4) o segundo paredão do BBB20. Babu Santana, Hadson, Petrix barbosa e Pyong Lee foram os emparedados da semana e o ginasta acabou eliminado com a maior porcentagem, até aqui, da temporada.

“Eu não gostava de dançar e só me arrependi de não ter ficado com a Filomena. Não me arrependo de nada porque o Brasil é assim. Sou sensato”, comentou Petrix, eliminado com 80,27% dos votos. A rejeição já era esperada.

Petrix foi acusado de assédio algumas vezes durante as duas primeiras semanas da atração. Durante a primeira festa do reality show aconteceu acusação de assédio, quando o ginasta balançou os seios de Bianca Andrade, a Boca Rosa, que estava bêbada. Apesar da repercussão nas redes sociais, pedindo pela expulsão dele, a direção do programa o manteve no jogo.

A segunda acusação aconteceu após a primeira eliminação, quando Petrix se esfregou no quadril de Boca Rosa. Nas redes sociais, mais uma vez, foi pedido pela expulsão do ginasta, que não ocorreu. Na oportunidade ele foi apenas advertido.

Leia mais:
BBB20: Polícia Civil entrega intimação para Petrix na TV Globo; Participante terá de deixar o programa
TV ‘BBB 20’: Acusado de assédio, Petrix é chamado a confessionário e pede desculpa a Bianca e Flayslane
Petrix esfrega partes íntimas na cabeça de Flayslane e revolta internautas; Equipe da sister se pronuncia — Assista

Vale ressaltar que na última segunda-feira (03) a polícia esteve nos estúdios Globo e entregou uma intimação para o jurídico da emissora carioca. Petrix terá que prestar esclarecimentos sobre as acusações na próxima sexta-feira (07). Caso seja indiciado, Petrix pode ter a prisão preventiva pedida pelo Ministério Público e se for caracterizado crime todas as situações protagonizadas no BBB20, o ginasta pode pegar até cinco anos de reclusão.