A secretária Caroline Braz deixou a Sejusc (Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania) nesta quarta-feira, 4.

No calendário eleitoral divulgado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), essa é a data limite para aqueles que pretendem concorrer à Prefeitura de Manaus se desincompatibilizarem dos cargos públicos.

A Lei das Eleições preveem a inelegibilidade para aqueles candidatos que não deixarem o cargo no prazo estabelecido.

Nos bastidores, membros do PSC, partido no qual Caroline é filiada, sustentam que a agora ex-secretária se prepara para concorrer ao cargo de prefeita da capital amazonense.

Fonte: Estado Político