Com a adesão dos policiais à falta coletiva aprovada na última quinta-feira (1º), em assembleia geral da categoria, parte do policiamento ostensivo da capital tem sido feita até por policiais militares que compõe a banda da Polícia Militar. A nota, repassada na noite desta quarta-feira (7), por membros da corporação, informou que os músicos da banda estão sendo “obrigados” a assumir o trabalho operacional.

Segundo a nota, os músicos estão sendo convocados para atuar nas ruas no lugar dos colegas que faltaram aos plantões em protesto contra o congelamento de salários dos funcionários públicos do Estado até 2021, anunciado pelo governo do Amazonas, em julho deste ano. Direcionada à população, a nota explica que os músicos não têm treinamento para atuar no policiamento ostensivo nas ruas, que exige aptidão para captura de bandidos.

“Informamos a sociedade amazonense que nós da banda da polícia militar estamos sendo obrigados e coagidos a desempenhar a função de polícia ostensiva, sem treinamento algum para exercer essa função, inclusive, sem treinamento adequado para realizar a função operacional, somos especialistas, somos músicos da banda da polícia militar, nossa rotina é totalmente voltada à música e instrumentos”, diz o texto.

Segundo informações da Associação dos Praças do Amazonas (Apeam), ao todo, cerca de 2 mil cabos e soldados da PM devem aderir a operação ‘Padrão’, deflagrada na manhã desta quarta-feira (7), nas 30 Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms) da capital. O ato está previso para durar até esta quinta-feira (8).

Para finalizar a nota, os músicos pediram compreensão da população. “Desde já pedimos a paciência da sociedade, pois, hoje, fomos obrigados a ir para as ruas, sem conhecimento prévio de cada área, rua, etc. Pedimos a total paciência à comunidade caso o atendimento de polícia demore”, finalizou a nota.

PM nega

A Polícia Militar informou, por meio de nota, na noite desta quarta-feira (7), que é mentirosa a mensagem ‘apócrifa’ que circula nas redes sociais sobre suposta convocação de policiais da banda de música para substituir agentes que teriam faltado aos seus turnos de trabalho.

“Cabe destacar, ainda, que todo policial militar, de qualquer grupamento, é qualificado para exercer seu trabalho como agente de segurança. É uma etapa fundamental para o ingresso na corporação”, reforçou a nota da PM.

Fonte: D24AM

Leia também: