As botijas de 13 quilos serão vendidas por R$ 40 (Foto: EBC)

Nesta quinta-feira (13), botijões de gás estarão sendo vendidos por R$ 40 em Manaus. A ação é uma forma de protesto do Sindicato dos Petroleiros do Amazonas (Sindpetro-AM) e será realizada na rua Marielle Franco, loteamento Orquídeas, Zona Norte, a partir das 10h.

Ao todo, 200 botijões de 13 quilos serão comercializados para a população. Os petroleiros estão em greve e a venda será também uma maneira de explicar os motivos da paralisação da categoria.

Os petroleiros estão em greve há mais de dez dias e reivindicam a suspensão do fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR). Se fechar, pode haver a demissão de mais de mil funcionários da empresa.

Entenda

A FUP e seus sindicatos filiados, incluindo o Sindipetro-AM, iniciaram a greve nacional dos petroleiros no sábado (1º). De acordo com levantamento pela FUP, a greve nacional conta com 102 unidades do Sistema Petrobras mobilizadas em 13 estados do País. No Amazonas, petroleiros da Refinaria Isaac Sabbá – Reman e de Coari que trabalham no gasoduto continuam em greve.

Em 11 dias de greve, a categoria petroleira reivindica a suspensão do fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR), prevista para ter início nesta sexta-feira (14), o que pode acarretar a demissão de mais de mil funcionários da empresa e exige que a Petrobras cumpra outras negociações obtidas no fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Entre as decisões que a empresa vem tomando por conta própria e sem negociação com a categoria estão: tabela de turno, banco de horas, plano de saúde e participação nos lucros, o que havia sido determinado. No cenário local, a Refinaria Isaac Sabbá está prevista para ser vendida ainda no primeiro semestre de 2020.