Corpo de Arlindo Jr. é velado em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

O corpo do cantor Arlindo Junior é velado desde as 10h desta segunda-feira (30) no Centro de Convenções Vasco Vasques, ao lado da Arena da Amazônia, na Avenida Constantino Nery, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus. A cerimônia é aberta ao público. O cantor morreu na noite deste domingo (29).

Nascido no dia 20 de maio de 1968, Arlindo Pedro da Silva Júnior era manauara. Ele enfrentava uma luta contra o câncer desde 2016. Na noite deste domingo (29), ele passou mal e morreu em um hospital particular no Centro da cidade.

Arlindo Jr. foi um dos maiores nomes do Festival Folclórico de Parintins e defendia o Boi Caprichoso.

De acordo com o empresário do cantor, Carlos Kaíta, Arlindo Jr. dedicou 30 anos da vida ao boi-bumbá. Há 22 anos, o empresário estava ao lado do cantor.

“Agora, a mensagem que eu tenho é de alegria, de amor, de carinho com todo mundo, com fãs, amigos, acho que o ‘Pop da Selva’ era tudo isso. Era uma pessoa que respirava cultura, trabalhava em todas as áreas, era do carnaval, estava sempre disposto a cantar, a vida dele era tudo isso e graças a Deus fez até os últimos dias”, disse.

Arlindo Jr. também foi vereador de Manaus. Durante o velório, o secretário de cultura do Amazonas, Marcos Apolo, lamentou o falecimento do cantor.

“Ele era um grande amigo, de estrada, de muitos anos. Um cara de uma sensibilidade ímpar, levou o nome do Amazonas pelo mundo inteiro através da sua arte. Teve um papel significativo nos cargos públicos que ocupou no Estado, tanto na ManausCult quanto na Secretaria de Cultura. Realmente, era um artista completo que tinha um carisma extraordinário. Um ser humano fantástico”, contou.

O sepultamento está previsto para acontecer na manhã desta terça-feira (31) no Cemitério São João Batista, na capital amazonense.

LEIA TAMBÉM: