Queisiane estava desaparecida há cinco dias (Foto: Divulgação/PC-AM)

O corpo da catadora de latinhas Queisiane Cardoso Braz, 35, desaparecida há cinco dias, foi encontrado com sinais de tortura, em um terreno na Rua Hibisco, Comunidade Nova Vitória, bairro Distrito Industrial, zona leste de Manaus, no fim da tarde desta quarta-feira (28). As informações são da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Na terça-feira (27), a mãe da vítima registrou um Boletim de Ocorrência (BO), na Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), informando que Queisiane foi vista pela última vez em um bar, na rua onde o corpo foi encontrado, acompanhada de um homem, ainda não identificado.

Nesta quarta-feira, o corpo da mulher foi encontrado em estado avançado de decomposição e com sinais de tortura. Parte do corpo estava enrolada em um saco plástico.

O Corpo de Bombeiros foi acionado pela Polícia Civil para auxiliar na retirada do corpo do local.

Funcionários do Instituto Médico Legal (IML) informaram, na noite desta quarta-feira, que familiares fizeram o reconhecimento da vítima, mas ainda aguardavam a documentação para liberação do corpo.

Fonte: D24AM

Leia também: