(Foto: Divulgação)

O corpo do pedreiro Joaquim da Silva Melo, 47, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (7), por volta das 7h, no beco Fábio Lucena, na Rua Líbano, bairro Mauazinho, em uma área de mata dos Fuzileiros Navais, na zona leste de Manaus. Segundo familiares, o homem era usuário de drogas e teria sido espancado até a morte.

A família informou que a vítima morava com os dois filhos, de 9 e 13 anos. Ainda na madrugada desta quinta, a ex-cunhada de Joaquim, que mora próximo à casa dele, relatou que viu um homem, ainda não identificado, chamando pela vítima na porta da residência. Depois disso, ela soube que o corpo do pedreiro havia sido encontrado.

Familiares afirmaram que Joaquim era usuário de drogas. Pelo menos cinco homens foram vistos saindo do local, onde o cadáver foi encontrado.

A ocorrência foi atendida pela 29ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).