Com o encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo previsto para o dia 31 de agosto, a Prefeitura de Manaus promoverá uma intensificação de vacinação contra o sarampo para pessoas de 20 a 49 anos neste sábado, 15/8, das 8h às 12h, e 212 postos de vacinação, incluindo as dez Unidades Básicas de Saúde (UBS) de horário ampliado, envolvendo mais de mil profissionais de saúde.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, alerta a população para a importância da vacinação, uma vez que o vírus do sarampo continua circulando em vários países do mundo, o que representa risco para quem não estiver vacinado. Atualmente, há surto de sarampo no Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

“Em Manaus, no início do ano, foram confirmados quatro casos de sarampo, o que nos indica que o vírus ainda circula no nosso município. Por este motivo, por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, faremos uma manhã de busca ativa dessa população, considerando que pessoas nessa faixa etária estão economicamente ativas. O melhor remédio é a prevenção e muitas doenças deixaram de ser um problema de saúde pública no Brasil e no mundo, por causa da vacinação massiva da população”, explica Magaldi.

A chefe da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), enfermeira Isabel Hernandes, menciona que a intensificação é mais uma medida para buscar esse público para a vacinação, pois até o momento 29.897 pessoas foram vacinadas. “Nessa intensificação, a Semsa vai vacinar em locais de maior circulação de pessoas, adotando as medidas de distanciamento social para evitar aglomerações em prevenção ao novo coronavírus”, informa Isabel, destacando que a secretaria disponibilizará 212 postos de vacinação, com mais de mil profissionais de saúde, que levarão a vacina em locais de comércio, supermercados, feiras, entre outros, onde haja pessoas desse público em trabalho ativo.

A chefe da Divisão de Imunização lembra que todos os profissionais de saúde estão orientados a observar os cuidados, para evitar o contágio pelo novo coronavírus, como o uso de máscaras e luvas, e a repassar as informações ao público que comparecer aos postos para vacinar.

Além das equipes volantes, as dez Unidades Básicas de Saúde de horário ampliado funcionam aos sábados das 8h às 12h, para aqueles que preferem procurar uma unidade de saúde para se vacinar. Nesses locais, todas as vacinas previstas no Calendário Nacional de Vacinação estarão disponíveis, podendo, inclusive, atualizar o cartão de vacina, caso necessário.

As UBSs de horário ampliado estão distribuídas em todas as zonas da cidade, sendo três na Norte (UBS Áugias Gadelha, UBS Balbina Mestrinho e UBS Sálvio Belota); duas na Sul (UBS Dr. José Rayol dos Santos e UBS Morro da Liberdade); três na Leste (UBS Leonor Brilhante, UBS Alfredo Campos e UBS Amazonas Palhano); e duas na Oeste (UBS Deodato de Miranda Leão e UBS Leonor de Freitas). A lista com endereço desses estabelecimentos pode ser acessada no site da Semsa: (http://semsa.manaus.am.gov.br).

Para essa ação será utilizada a vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. A população de 20 a 49 anos não precisará apresentar o cartão de vacinação ou outro documento. Todos nessa faixa etária deverão receber essa dose da campanha.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causado por vírus, podendo ser fatal. Sua transmissão ocorre quando a pessoa doente tosse, fala ou espirra próximo de pessoas sadias. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Os sintomas são febre, acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido, mal-estar geral, além de manchas avermelhadas pelo corpo.