Foto: Divulgação/Procon-AM

Em Manaus, 11 faculdades particulares foram autuadas por irregularidades no ensino a distância durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19), segundo o Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon/AM). Uma das instituições foi multada em R$ 800 mil por má prestação de serviço.

Antes das autuações, o órgão havia notificado as faculdades após uma série de denúncias nos diversos canais de atendimento ao consumidor.

O Procon-AM pediu que as instituições encaminhassem informações sobre as medidas adotadas para a continuidade das aulas durante a pandemia. Das faculdades notificadas, 11 foram autuadas, oito tiveram respostas consideradas satisfatórias e uma segue em análise.

Além das instituições de ensino superior, o Procon-AM também pediu esclarecimentos a escolas e creches.

“As defesas foram analisadas pela fiscalização do órgão de forma minuciosa, e agora estamos prestando conta dessa primeira parte de notificações das instituições de ensino privada. O próximo passo será analisar as defesas das escolas e creches”, disse o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

As faculdades autuadas terão dez dias corridos para pagar as respectivas multas e apresentar defesa.

Uma das instituições foi autuada em R$ 800 mil e outra deverá pagar R$ 500 mil. Para as demais, foram designadas multas que vão de R$ 2 mil a R$ 150 mil (valor correspondente ao porte de cada uma delas).