Foto: Winnetou Almeida/A Crítica

Cerca de 83,5% da frota de ônibus está circulando nesta segunda-feira (16), em Manaus. A razão para a paralisação de 16,5% do efetivo é decorrente da falta de diesel para realização das viagens. A informação foi dada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM), que afirmou que decisão não partiu do sindicato, mas sim das empresas de transporte coletivo da capital. 

Conforme diretor do sindicato, Elcio Mota, os ônibus que circulam em toda a cidade nesta segunda-feira (16) é em número reduzido, similar à frota do final de semana. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) afirmou ter ciência da redução e informou, em comunicado, que as empresas do sistema de transporte coletivo “estão se esforçando para manter a operação da frota com a receita disponível”. 

E destacou, “que este assunto já foi repassado ao interventor devido à intervenção financeira que o Sistema de Transporte Coletivo está passando”. Ainda de acordo com o Sinetram, não há previsão para a normalidade na circulação dos ônibus.

Motivos

Quanto ao pagamento de férias e rescisão aos rodoviários, Elcio Mota afirmou que ainda está em atraso por parte da Prefeitura de Manaus, e afirma, “nós vemos boa vontade, mas só isso não resolve nada. Até agora não recebemos as férias e a nossa rescisão está atrasada”, acrescentando que o sindicato tem discutido sobre a paralisação que a princípio estava marcada para a última semana.

Fonte: A Crítica

Leia também: