Na tarde deste domingo (09), Rafael e os pais foram até a casa de Isabela para conversar com o pai dela sobre o namoro, por volta das 14h. As vítimas foram recepcionadas pela mãe e pela namorada de Miguel. Quando a família era recepcionada, o pai da garota, um comerciante de 48 anos, teria chegado com uma arma e, em seguida, atirado contra as três vítimas, que aguardavam no portão da casa do atirador.

Segundo informações divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública, o homem não estava no momento, mas chegou no local armado e atirou nos três, que morreram imediatamente no local do crime. Paulo Cupertino Matias, o criminoso, fugiu assim que executou as vítimas. O caso foi registrado como homicídio consumado no 98º DP. Detalhes inéditos sobre o assassino, como já informado, foram divulgados pelo jornalista Luiz Bacci.

A motivação do crime ainda é investigada. A Secretaria da Segurança Pública disse que o caso é investigado pelo 98º DP (Jardim Miriam). “As equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime”, diz trecho de nota.

(Foto: Reprodução/Globo)

Sobre o pai

De acordo com informações liberados pelo jornalista da Record TV, Luiz Bacci, o suposto assassino do ator de Chiquititas, Rafael Miguel, de 22 anos, seria “possessivo” e “temido”, e ainda teria cometido o crime por ciúmes e por não aceitar o relacionamento de sua filha com o artista. Além do jovem, foram mortos e o pai e a mãe de Rafael.

Luiz Bacci chegou a compartilhar em seu perfil pessoal no Instagram um vídeo entre Rafael Migguel e Isabela Tibcherani, expondo na legenda da postagem que o encontro teria ocorrido um dia antes de o ator e seus pais serem executados – as vítimas teriam ido até a casa do suspeito para falar sobre o relacionamento dos filhos.