O governador Wilson Lima sancionou a Lei nº 4.904/2019, que garante o Adicional Por Tempo de Serviço (ATS) aos policiais e bombeiros militares do Amazonas, que já recebiam o benefício até 1999, quando o mesmo foi extinto. A demanda alcança 1.992 PMs e 176 Bombeiros da ativa, além dos militares com o direito adquirido que já estão na reserva.

O Projeto de Lei do ATS foi enviado pelo Governo junto com o pacote de austeridade aprovado pela Assembleia Legislativa. O impacto financeiro estava no planejamento do Estado, que busca o reequilíbrio das contas públicas, herdadas com rombo financeiro de mais de R$ 3 bilhões. Com o levantamento do impacto previdenciário, o governador sancionou a Lei.

O benefício por tempo de serviço existiu até 1999. A Lei do ATS, a quem já tinha direito adquirido, integra a política do Governo do Amazonas de valorização da tropa, que neste ano obteve data-base, a segunda parcela do escalonamento, totalizando 15,43% de incremento nos salários. O governador Wilson Lima também garantiu, em abril, a promoção de 2.260 PMs.