Pregnant woman holding blanket, feeling abdominal pain, risk of miscarriage

Uma mulher, que preferiu não se identificar, comentou que a irmã dela, uma grávida de 35 anos, teve atendimento negado em várias unidades de saúde de Manaus após passar mal com sintomas da Covid-19. A mulher só foi acolhida na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Campos Salles após desmaiar em frente a unidade, segundo a família. Lá, ela foi diagnosticada com o novo coronavírus.

A grávida de quatro meses estaria passando mal há mais de uma semana e sem conseguir atendimento. A irmã dela contou ao EM TEMPO que, até então, a mulher ainda estava com suspeita de covid-19, e por isso as unidades de saúde que visitou teriam negado atendimento. 

“A minha irmã foi em pelo menos três maternidades e todas negaram atendimento e sem saber o que ela tinha. Disseram que ela devia procurar um SPA para passar por um clínico. No dia seguinte, ela foi em uma UBS e o médico disse que ela estava com princípio de pneumonia. Ele encaminhou a para o Platão Araújo, mas quando fomos ao hospital, não tinha médico e ela teve que ir para casa”, conta a irmã.

Ela diz que a família está desesperada com medo que algo aconteça com a mulher, mas também com a criança, já que sequer puderam fazer um ultrassom para verificar o bebê.