Paulo Adriano Castro de Souza ,22, foi preso na noite de quarta – feira (22),em sua residência no bairro Novo Aleixo com a acusação de estupro de vulnerável, ele foi apresentado na manhã desta terça-feira (23) na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e Adolescente – DEPCA situado situado na rua Seis, n° 1, Conjunto Bela, bairro Planalto, zona Centro-Oeste

A delegada Joyce Coelho, titular da Depca, falou sobre o caso da estudante do Ensino Fundamental, de 11 anos, que estava desaparecida desde a manhã da última terça-feira (21/5), quando saiu acompanhada de um homem da escola onde estudava, situada no bairro Cidade Nova, zona Norte da capital. Ela foi localizada na tarde de quarta-feira (22), por volta das 15h, no Terminal de Integração 4, o (T4), no bairro Jorge Teixeira.

“A identificação de Paulo foi possível ,através das câmeras de seguranças instaladas nas proximidades da escola, onde nos aprofundamos nas investigações,ele alega ter envolvimento com a menina desde o final do ano de 2018, onde se conheceram através de um aplicativo de conversas instantâneas, a vítima relata que estaria passando por problemas familiares, ela que mora com o pai, que durante o período estaria viajando e a mesma estaria sob a responsabilidade da mãe. Apesar do depoimento da vítima ser idêntico ao do acusado, ele assume a responsabilidade por saber que ela teria apenas 11 anos”, ressaltou a delegada.

Segundo a polícia, o acusado morava com o pai na casa para onde ele levou a vítima.

Paulo foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável e será levado para audiência de custódia.

Com informações do Imediato

Leia também: