Foto: BNC AMAZONAS


Fiscais do Ibama apreenderam ontem, no Bumbódromo, em Parintins, durante a apresentação do Garantido, um cocar indígena que estava na cabeça de uma torcedora, cujo nome foi mantido em sigilo.

O adereço foi confeccionado com penas de arara e técnicos do órgão estimam que ao menos duas aves foram abatidas para a montagem da peça.

A torcedora terá que comparecer hoje ao órgão, mas, segundo o fiscal Joel Araújo, ela justificou previamente que comprou o cocar de uma banca de artesanato, que será investigada pelo Ibama.

Com informações do Portal BNC AMAZONAS