Um homem identificado como Junior Moutinho, que disse ter 22 anos, caiu na armadilha do “tribunal do crime”, após ter sido pego seduzindo uma criança de 11 anos de idade por meio de um aplicativo de mensagens. Acreditando ter marcado um encontro com a menor, o homem, na verdade, estava sendo esperado por criminosos, que o ‘puniram’ com pauladas.

Segundo informações, Junior saiu vivo da sessão de tortura, mas muito machucado. Ele foi ‘jurado de morte’, caso volte a tentar atos de pedofilia. Na reportagem divulgada pelo portal CM7, aparecem diversas mensagens trocadas pelo homem com a criança, sempre com cunho sexual, incluindo vídeos e imagens pornográficas. O tarado chegou a enviar fotos nu e pedia o mesmo da menor.

Imagens: CM7

Veja o vídeo: