(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Após presenciar a filha sendo agredida com socos e com uma cadeira pelo próprio marido, a dona de casa Iracema Cardoso Coelho, 66, matou, com dois tiros de espingarda, o genro dela, o mecânico Celio Ricardo dos Santos Tavares, 42, em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros a nordeste de Manaus). Os detalhes da ocorrência foram informados pela assessoria de imprensa da Polícia Civil.

O crime ocorreu na noite de sábado (27), no sítio de Iracema, localizado no ramal da Jaqueira, no quilômetro 105 na rodovia AM-010. Conforme a Polícia Civil, como o local onde ocorreu o fato é difícil de acessar, a polícia só foi informada do crime na segunda-feira (29), onde Iracema foi levada para 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Rio Preto da Eva, ouvida e indiciada por homicídio qualificado. Como não estava mais em situação de flagrante, Iracema responderá pelo crime em liberdade.

Leia também:
+ Homem agride grávida com perna-manca para causar aborto

Ainda conforme a Polícia Civil, a filha de Iracema, identificada apenas como “Marinez”, estava no sítio da mãe dela, acompanhada do companheiro Celio Ricardo e outros familiares. Quando o casal passou a discutir e Celio agrediu Marinez com socos e com pancadas ao usar uma cadeira. Ao presenciar a situação, Iracema pegou uma espingarda e disparou dois tiros contra Celio que morreu no local.

Nesta terça-feira (30), o corpo do homem morto pela sogra foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), na zona norte de Manaus.

(D24am)


Leia mais:

Alejandro Valeiko amazonas ARTHUR NETO assalto auxilio 600 reais auxilio emergencial bb20 BBB BBB 20 bbb20 bbb 20 paredão Boi Caprichoso boi garantido Bolsonaro brasil caixa econômica federal carnaval caso flavio coronavirus coronavirus brasil coronavirus manaus amazonas coronavírus coronavírus norte brasil coronavírus rondônia porto velho covid 19 emprego ENEM estupro Festival de Parintins governador wilson lima governo do amazonas incêndio Jair Bolsonaro Manaus Netflix pandemia parintins polícia prefeitura de manaus Procon-AM seduc am tráfico de drogas wilson lima águas de manaus ônibus