O presidente da República trabalha junto com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na implantação da zona franca de Marajó, no Pará, com modelo de isenção de impostos igual ao concedido às empresas instaladas na Zona Franca de Manaus (ZFM). A informação foi divulgada na última terça-feira (3) pelo jornal O Globo. 

A criação desta nova zona franca pode ser vista como mais um ataque contra o modelo em Manaus. De acordo com o jornal, o assunto está sendo negociado entre o presidente com o governador do Pará, Hélder Barbalho, há algum tempo. 

“Eu havia conversado com (Barbalho), que ia tomar as providência junto ao nosso ministro da Economia para ver o que podemos fazer pra isentar no que for possível essa região. Algo parecido com uma zona franca”, declarou Bolsonaro, de acordo com O Globo. 

O governo deve abrir mão de impostos federais para a zona franca de Marajó, como o IPI, PIS e Cofins, os mesmos oferecidos pela ZFM.