Mari Palma e Phelipe Siani (Reprodução)

Os jornalistas Mari Palma e Phelipe Siani estiveram afastados de suas funções na CNN Brasil durante os últimos 14 dias. Os dois foram diagnosticados com a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e se recuperaram em isolamento.

Depois de mais de duas semanas distantes, os dois acabam de retornar ao canal de notícias da TV paga. Usando sua conta oficial no Instagram, o colega Reinaldo Gottino publicou uma imagem em que aparece ao lado dos dois durante o retorno ao trabalho.

Mari Palma comentou em seu retorno (via portal UOL) que a falta de olfato e paladar foram o principal sintoma. “Muito esquisito. Não sentia cheiro e nem gosto de nada. Fiquei muito assustada, sabe? Realmente, não sabia o que ia acontecer nos primeiros
dias”, desabafou.

“Tive uns outros sintomas leves, uma febrinha, tosse. Fiquei indisposta. A gente teve então que ficar isolado. Eu fui cheirar um desodorante e não sentia cheiro de nada. Aí comecei a perceber que não estava sentindo gosto mais”, disse a jornalista.

Ela ainda afirmou que passar os 14 dias em quarentena acabou fazendo com que ela fizesse coisas que há tempos não conseguia. Além de conversar mais com amigos e familiares, ela também ouviu mais músicas e até usou a sala de casa para dançar.

“Isso me fez pensar tudo o que estava deixando para depois. Quando tudo voltar ao normal, que a gente dance mais na sala, conviva mais com quem a gente ama, com nossos amigos, parentes, que a gente se abrace mais, se ame mais”, pediu.

Por fim, agradeceu ao namorado, Phelipe Siani, seu colega na CNN Brasil. “Graças a Deus, tive o Phelipe do lado, me colocando para cima, fazendo de tudo para eu conseguir me recuperar. Fico feliz que a gente não brigou. A gente sabe que a convivência é
muito difícil e a gente passou muito bem”, afirmou.