O menor, de 17 anos, foi brutalmente espancado por populares após ter sido deixado para trás pelo próprio comparsa durante um arrastão na noite desta quinta-feira (17). A dupla foi frustrada enquanto realizava consecutivos assaltos na avenida Nepal, bairro Nova Cidade, na zona Norte da capital.

De acordo com informações de agentes policiais do 6 Distrito Integrado de Polícia (DIP), a dupla realizava arrastões quando foi surpreendida pelo pneu da motocicleta usada no crime que acabou furando e impedindo a fuga dos suspeitos.

Ao perceber que o pneu da moto havia furado, o suspeito que pilotava o veículo acabou abandonando o comparsa que estava na garupa. O menor de idade deixado para trás ainda tentou fugir do local disparando tiros contra os populares que testemunhavam a ação, mas foi imobilizado pela população e espancado até que a polícia chegasse.

“É triste ver um jovem tão novo se entregando a vida do crime dessa forma. Eu levanto todo dia para trabalhar às 4h da manhã e nunca precisei roubar de ninguém, e é por isso que muitas vezes a população acaba fazendo justiça com as próprias mãos”, informou uma das testemunhas que teve o celular roubado pela dupla.

O suspeito foi levado por agentes da polícia militar da 15ª Companhia Interativa Comunitária (CICOM) para que a ocorrência foi registrada no 6º Distrito Integrado de Policial. Na unidade policial, vítimas da dupla registraram boletins de ocorrência por conta dos itens roubados.

A polícia vai investigar agora a identidade do piloto da motocicleta usada para durante o assalto. O menor de idade foi posteriormente encaminhado a uma unidade de saúde onde recebeu os primeiros socorros e depois deve ser transferido para a Delegacia Especializada em Apurações de Atos Infracionais (DEAAI).

Com informações do Portal Imediato