É comum as anacondas ‘visitarem’ as comunidades ribeirinhas da Amazônia. Afinal, aquele é o seu habitat natural, que foi ocupado pelo homem. Infelizmente, é comum ver a caça e o abate desses animais, tão temidos e cercados de lendas que se espalham nos beiradões da vida.

Mas, na Comunidade de São Paulino, uma das muitas espalhadas pelo Rio Purus, o destino da grande sucuri foi diferente, graças a presença de um biólogo que orientou os comunitários a fazerem o resgate do animal e a ‘devolverem’ ao rio. A cobra mede 5,6 metros.

Veja o vídeo aqui