Moradores da Avenida Marquês da Silveira, no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, reclamam da poluição de um igarapé que passa pela avenida. Neste sábado (27), uma grande quantidade de lixo acumulado e lodo causavam mau cheiro no local.

O autônomo Jander Medeiros, de 44 anos, mora nas proximidades do igarapé. Durante a tarde, ele saiu para levar o cachorro para passear e não teve como fugir do transtorno. Segundo ele, a água do igarapé costuma ficar poluída em períodos de cheia dos rios.

“Já fizeram limpeza pela parte de cima, mas quando o rio desce, ele traz tudo e acumula por aqui. É um odor muito forte que vem desse lixo acumulado. Tem gente que costuma fazer caminhada aqui. Quando tá assim, não tem condições com esse cheiro”, disse.

O segurança Carlos Alberto Barbosa, de 40 anos, disse que mora a vida inteira no bairro. Segundo ele, quando o pai se mudou para as proximidades do igarapé, as pessoas costumavam tomar banho e se reunir para pescar nas águas. Hoje, o cenário é diferente.

“As pessoas não têm consciência. Jogam lixo, restos de alimento e fica assim. As próprias pessoas que prejudicam seu próprio ambiente. Quando o sol tá muito forte, o odor é ainda pior, por causa da temperatura que aquece o lixo. Era limpo, quando meu pai chegou. As pessoas pescavam e tudo mais”, lamentou Barbosa.

A Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) informou que no sábado, pela manhã, equipes do órgão iniciaram os trabalhos de limpeza, no igarapé do 40, Raiz, zona Sul. Os trabalhos devem ser concluídos na segunda-feira (29).

Com informações do G1 Amazonas

Leia também: