| Foto: Maurílio Rodrigues/ Secom

O governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, confirmou, na manhã deste sábado (4), que ainda hoje assinará um decreto para punir estabelecimentos que descumprirem as medidas da quarentena e pedestres que persistam em transitar na cidade nos próximos dias sem necessidade. Conforme balanço do Ministério da Saúde, divulgado na última sexta-feira (3), subiu para 9.056 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil. O número de óbitos também aumentou, agora são 359. No Amazonas, até ontem, foram confirmados 260 casos e 12 mortos.

Wilson afirmou que vai endurecer as fiscalizações e contará com a ajuda da Polícia Militar do Amazonas e do Corpo de Bombeiros Militar. Na noite de sexta (3), Wilson gravou um vídeo fazendo apelo para que a população fique em casa. Ele informou ainda que os hospitais estão quase no limite e correm risco de colapso no atendimento.

O pedido feito à população também se deu após o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertar para a próxima semana que prevê um cenário difícil no país começando pela cidade de Manaus, que antes mesmo da pandemia já enfrentava problemas no sistema de saúde.

No Amazonas, 12 mortos já foram confirmados pelo novo Covid-19 até ontem (4). Nove pacientes eram de Manaus, dois do município de Manacapuru um de Parintins.