Um atendente foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira (17), por espancar o enteado de quatro anos, no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus. A agressão ocorreu depois que o menino deixou cair caldo de feijão quente nas costas do irmão mais novo, de apenas um ano.

Parte das costas da criança de um ano foi queimada e por conta disso o menino de quatro anos, que é filho de outro casamento, foi espancado com tapas e socos no rosto e nas pernas. A informação foi confirmada pela delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca).

De acordo com ela, durante uma conversa informal, o menino – vítima das agressões – relatou que, sem querer, derrubou um pote de feijão quente no irmão mais novo e que seu padrasto o agrediu no rosto. O suspeito foi detido por policiais militares da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), após briga com o tio da criança.

“Me ligaram para ir até a casa porque o meu sobrinho de um ano estava com as costas queimadas, então quando cheguei na casa vi as costas dele e o padrasto disse que o meu outro sobrinho de quatro anos derrubou feijão quente, que estava em cima de uma mesa, e que bateu nele, então fiquei com raiva, fui pra cima dele, tranquei a porta de casa e chamei a polícia”, disse o tio dos meninos, de 29 anos.

De acordo com ele, as agressões são constantes e por conta da gravidade da lesão decidiu acionar a Polícia Militar. “Quando eu cheguei, já olhei pro meu sobrinho de quatro anos e vi o rosto dele machucado, então já deduzi que ele tinha apanhado e isso não pode acontecer, não posso aceitar, minha irmã (mãe dos meninos) ainda é contra por eu ter chamado a polícia”, desabafou o tio.

Além das marcas no rosto, possivelmente ocasionadas por tapas, o menino também apresentava inchaços na cabeça. “Meu sobrinho ainda estava com uns ‘galos’ na cabeça, estava inchado, não sei com o que ele bateu nele”, contou. O suspeito foi conduzido para a DEPCA, na tarde de ontem, e ouvido pela Polícia Civil.

Até o fechamento desta edição, a delegada titular, Joyce Coelho, informou que o caso estava sendo acompanhado pela delegada plantonista e que, a princípio, o atendente foi autuado em flagrante por lesão corporal.

Informações são do Portal Em Tempo