A maquiadora e influenciadora Lara Inácio denunciou o próprio pai nas redes sociais após ele invadir a casa dela e agredi-la. A jovem, que mora em Governador Celso Ramos, Santa Catarina, ganhou solidariedade no Twitter após o caso, por meio da hashtag #JustiçaPorLaraInácio.

De acordo com Lara, a motivação para a violência é homofobia, já que ela é lésbica. Na noite da última segunda-feira (11/05), ela publicou um vídeo de cinco segundos no qual aparece no chão, chorando, com vários hematomas e arranhões.

“O dia foi longo… tivemos a nossa casa invadida, eu estava sozinha e apanhei igual cachorro, em cima da minha própria cama e depois na rua deitada! Mas homofobia não existe, né?”, escreveu ela na publicação.

Além de vários amigos e desconhecidos, Lara também recebeu apoio de famosos. Maisa Silva, apresentadora do SBT, foi uma das mais vocais na defesa de Inácio. Entre vários tweets, Maisa lembrou que homofobia é crime, além de reforçar que, mesmo diante da dor, Lara não estava sozinha. ” Lara, com certeza que, com o seu relato, muitos outros jovens vão se identificar e talvez até ter coragem de expor agressões que viveram. Você foi corajosa”, escreveu.