Os tapetes de Corpus Christi, confeccionados tradicionalmente em várias partes do País para celebrar a data católica, voltaram a fazer parte dos eventos cristãos na capital do Estado. Nesta quinta-feira (20), os fiéis da Paróquia de Santa Rita de Cássia, no bairro Cachoeirinha, zona sul da cidade, elaboraram uma gigantesca peça de 22 metros de extensão para marcar a significativa data religiosa. Tudo feito a partir de pó de serragem tingindo e sal.

A produção do tapete durou cerca de oito horas e teve a colaboração de 30 fiéis que ajudaram a planejar os desenhos e o modelo do gigantesco símbolo religioso. A confecção dos tapetes para celebrar a data, surgiu em Portugal e posteriormente começou a ser praticada no Brasil durante o período da colonização.

Na Paróquia de Santa Rita de Cássia, a peça foi montada pela primeira vez. “Deixamos o Espírito Santo agir e fizemos esse lindo trabalho. Esperamos receber milhares de fiéis para celebrarmos o corpo e o sangue de Cristo”, afirmou Gabriel Thomé, coordenador de comunicação da paróquia.

A comunidade de Santa Rita de Cássia realiza ainda nesta quinta, a primeira eucaristia de 54 jovens e adultos, e a celebração tem como tema: ‘Pão da Unidade dos Leigos e Missionários’. Às 16h30, o arcebispo Metropolitano de Manaus, dom Sérgio Eduardo Castriani, presidirá a Missa Campal, na Avenida Eduardo Ribeiro. Em seguida, acontecerá a tradicional procissão com Jesus Eucarístico que percorrerá as avenidas 7 de Setembro, Joaquim Nabuco, Rua 10 de Julho e com finalização na Eduardo Ribeiro.

Com informações do D24AM

Leia também: