Mais uma fofoca deu o que falar neste sábado (29), em Parintins. Desta vez, o compositor Adriano Aguiar entrou na justiça com mandado de segurança para impedir que o Boi Bumbá Caprichoso não execute toadas de sua autoria no Bumbódromo.

________ Leia mais:

Na primeira noite de apresentação do touro negro no 54° Festival Folclórico de Parintins, três toadas do compositor foram entoadas. São elas: Sentimento Caprichoso ( Adriano Aguiar), toada de chegada; ‘Sentimento Caprichoso’ (Adriano Aguiar/ Geovani Bastos) e ‘A cor do Meu País’ (Adriano Aguiar/Suamy Patrocínio).

Adriano deixou o Caprichoso após ter uma briga com o atual presidente da associação folclórica, Babá Tupinambá, que chegou a dizer na época que as composições de Adriano não iriam fazer falta na arena. Diferente disso, o Caprichoso tocou as toadas ontem.

Os advogados do compositor, que hoje faz parte do corpo artístico do Garantido, fizeram vídeos da apresentação do azul e branco e pediram a proibição de que elas voltem a ser executadas pelo touro negro.

(Amazonia Notícias)

Leia também: