(Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)

A partir das 19h desta quinta-feira (1º), soldados e cabos da Polícia Militar (PM), vão deflagrar a “Operação Padrão”, que vai reduzir os serviços e atendimentos nas ruas, contra o congelamento de salários dos funcionários públicos do Estado até 2021, anunciado pelo Governo do Amazonas, em julho deste ano.

A informação é do presidente da  Associação de Praças do Estado do Amazonas (Apeam), Gerson Feitosa.

Policiais farão ainda uma “falta coletiva”, onde vão passar 24 horas – o que alcança os três turnos – sem ir para as Companhias Interativas Comunitárias (Cicom’s) da capital.

A decisão foi tomada durante uma assembleia extraordinária, realizada na tarde desta quinta-feira, na sede da Associação de Cabos e Soldados da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (ACS), na Avenida Torquato Tapajós, bairro de Flores, zona centro-sul da capital, e contou com, aproximadamente, 400 pessoas.

Falta coletiva

De acordo com o presidente da Apeam, Gerson Feitosa, a data da falta coletiva não foi anunciada, para não prejudicar a paralisação. “Nós vamos cumprir apenas nosso papel constitucional, que é de fazer o patrulhamento preventivo, e na semana que vem, vamos anunciar uma falta coletiva, que não foi anunciada nesta quinta-feira, por questões estratégicas, onde todos os turnos irão faltar serviço, e teremos policiamento zero na cidade de Manaus”, disse.

O presidente da ACS, cabo PM, Igor Silva, comentou que parte dos soldados e cabos da corporação estão aderindo as atos para cobrar a revogação do Projeto de Lei Complementar (PLC 09), que congela os salários dos funcionários públicos do Amazonas, até 2021. “O congelamento não tira só o direito de reajuste dos nossos policiais militares, mas também tira o direito das promoções e do crescimento profissional dos policiais que estão todos os dias nas ruas dando a vida pela população”, disse.

O Grupo Diário de Comunicação (GDC), aguarda do comando da PM, nota sobre a decisão da assembleia realizada na tarde desta quinta-feira.

Leia também: