Uma comitiva de vereadores de Boca do Acre, município amazonense distante a 1026 quilômetros de Manaus, acusam o prefeito da cidade, Zeca Cruz (PSDB), de reter equipamentos agrícolas para se autopromover eleitoralmente. De acordo com os parlamentares, os implementos foram distribuídos há mais de seis meses pelo Governo do Estado e estão se deteriorando, amontoados, em um galpão.

Cheios de poeira, máquinas rurais, enxadas, geradores de energia, roçadeiras e outros implementos agrícolas, que poderiam contribuir para o sustento de centenas de famílias que vivem da agricultura, estão sem data para serem entregues. Tamanha demora, seria, para o prefeito faturar em popularidade no ano eleitoral, afirma um dos vereadores presentes na comitiva.

“O prefeito está atrasando a entrega desses materiais para serem usados em um período próximo às eleições municipais do ano que vem. Pois, as pessoas beneficiadas iriam facilmente associar os materiais ao governo Zeca e não ao Governo do Estado, que de fato foi o responsável pela compra e doação dos referidos materiais“, declarou o vereador Adautivo Silva, em entrevista.

Os vereadores prometem denunciar o caso ao Governo do Estado do AM, à Secretaria de Estado da Produção Rural (SEPROR) e ao Ministério Público do Estado (MPE).

A reportagem tentou contato com a Sepror, mas sem sucesso. Assim que houver um posicionamento do órgão, a matéria será atualizada. Da mesma forma, o espaço está aberto para a Prefeitura de Boca do Acre e ao prefeito Zeca Cruz.


Leia mais: