A Prefeitura de Manaus começará a pagar o auxílio do programa “Nossa Merenda”, no valor de R$ 50, na segunda-feira, 8/6, para mais de 58 mil alunos da Secretaria Municipal de Educação (Semed), que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica. O total a ser pago pelo município é de R$ 2,9 milhões.

A medida é uma ação emergencial determinada pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, por conta da pandemia do novo coronavírus, que provocou a suspensão das aulas presenciais da rede municipal, para evitar aglomeração social nas escolas. “Já estamos distribuindo os kits do ‘Hora da Merenda” e somando com mais essa atitude, as nossas crianças e adolescentes vão ter a garantia de alimentação e poder continuar com suas aulas e deveres a distância”, destacou o prefeito.

Para receber o benefício, as famílias devem fazer o cadastro no aplicativo “Carteira BB”, do Banco do Brasil, e informar a quantidade de crianças matriculadas na rede municipal de ensino. A lista dos beneficiários estará disponível no site da Semed (http://semed.manaus.am.gov.br/).

Mais de 41 mil famílias devem receber o benefício, que será pago nos moldes previstos pela Lei 1.402, de 14 de janeiro de 2010, que instituiu o programa Bolsa Família Municipal Consorciada (BFMC), destinado à transferência de renda mínima para famílias em situação vulnerável.

Além do benefício de R$ 50, os alunos da rede municipal recebem os kits do “Hora da Merenda”, que também é uma ação do programa “Nossa Merenda”, tudo para garantir e atender as necessidades nutricionais dos mais de 242 mil alunos da Semed.