O pagamento da tarifa única no serviço de transporte coletivo público de Manaus será realizado somente por meio eletrônico. O decreto com a medida foi publicado ontem (19) no Diário Oficial do Município (DOM). As empresas têm 60 dias para “universalizar” o Sistema de Bilhetagem Eletrônica.

No decreto N° 4.587, de 19 de Setembro de 2019, a Prefeitura afirma que as empresas concessionárias do serviço de transporte público de Manaus têm o prazo até dia 18 de novembro para “adotar as medidas necessárias ao cumprimento da determinação, a fim de universalizar o acesso aos bilhetes eletrônicos”. O decreto entrou em vigor a partir de ontem (19).

Ainda no DOM, o órgão municipal alega que a medida é necessária “considerando a necessidade da adoção de medidas que permitem maior segurança aos usuários e trabalhadores do sistema de transporte público de Manaus”.

A Prefeitura também destaca que o pagamento da tarifa única permitirá mais transparência no fluxo de receitas do sistema de transporte público de Manaus. A determinação não cita o que será feito com os cobradores dentro dos ônibus de Manaus.

Como adquirir

Basta ir em um dos postos de atendimento que funcionam nos Terminais de Integração T1, T2, T3, T4, T5, Posto da Ufam – Setor Norte na Universidade, Posto da SMTU – R. Barão de Indaiá, 336 – Flores e no SINETRAM – Av. Constantino Nery, 476-Centro. O cartão PassaFácil Cidadão custa R$10,00. Contudo, se o usuário que adquirir na primeira compra, no mínimo 20 créditos(20 vezes o valor da tarifa vigente), o cartão é gratuito.

Intervenção da Prefeitura

No dia 22 de julho, a Prefeitura decretou uma intervenção financeira nas empresas de transporte coletivo, como medida emergencial para entender o que de fato acontece com o sistema e o porquê dos empresários não conseguirem cumprir com as medidas previstas no contrato de concessão.

LEIA TAMBÉM: