Foto: Nathalie Brasil/ Semcom

Os profissionais que atuam dentro dos cemitérios públicos, de responsabilidade da Prefeitura de Manaus, ganharam mais um reforço nas medidas de proteção individual, principalmente, os que estão à frente dos trabalhos de sepultamentos durante este período de pandemia pelo novo coronavírus. Uma cabine de sanitização foi instalada, no cemitério Nossa Senhora Aparecida, localizado no bairro do Tarumã, zona Oeste, para ajudar na desinfecção dos trabalhadores, antes e depois das atividades laborais.

“A determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto é para oferecermos o máximo de dignidade às famílias e aos trabalhadores. Agora, além dos EPIs, os coveiros ganham a proteção extra da cabine de sanitização”, destacou o secretário municipal de Limpeza Urbana, Paulo Farias.

Fruto de uma parceria firmada entre empresas prestadoras de serviços que atuam dentro dos cemitérios, a cabine de sanitização aplica uma mistura química que age na pele e no fardamento dos funcionários, servindo como mais uma camada de proteção aos trabalhadores.

De acordo com Ulisses Queiroz, proprietário de outra empresa prestadora de serviços dentro do cemitério, a Catur, a cabine de sanitização foi criada para ajudar a proteger os trabalhadores que estão atuando nas operações de frente no sistema de sepultamentos.

Foto: Nathalie Brasil/ Semcom

Para os funcionários, a implantação da cabine dá mais tranquilidade para realizar o trabalho no dia a dia dentro do cemitério. “Atitude boa para nós. Já nos deram equipamentos de proteção individual e materiais para mantermos nossa higiene, como água e álcool em gel à disposição, para uso frequente. Esse equipamento vai ajudar, ainda mais, a chegarmos em nossas casas mais tranquilos”, elogiou Janderly Gonçalves, que trabalha no cemitério Nossa Senhora Aparecida.