O homem não precisou ser levado para o hospital | Foto: Divulgação

Sentenciado pelo “tribunal do crime”, um homem de 23 anos foi salvo da morte na noite desta terça-feira (26), graças à rápida ação de policiais militares da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O caso ocorreu na rua 13, bairro União da Vitória, Zona Oeste de Manaus. 

Conforme o sargento Reinaldo Neves, a equipe policial recebeu a denúncia de que moradores da região teriam avistado criminosos arrastando um homem para uma área de mata. Ao chegarem no local, os policiais da 20ª Cicom foram recebidos a tiros, mas conseguiram salvar o homem. 

“Revidamos a agressão, mas não conseguimos capturar nenhum suspeito. Ao entrarmos na região, vimos o homem amarrado em uma árvore, com uma mordaça na boca. Ele tinha vários hematomas pelo corpo e estava pronto para ser executado”, explicou Neves.

Ao ser resgatado pelos PMs, o homem relatou o motivo para ser capturado e levado até o cativeiro. “Ele disse que não tem envolvimento com o crime e que foi confundido. Ele estava sendo sendo acusado pelos criminosos de ser X9 e estaria entregando os marginais do bairro para a polícia”, contou o sargento. 

O homem não precisou ser levado para o hospital. Ele foi orientado a registrar o Boletim de Ocorrência (B.O) e levado ao 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP).