Voluntários das pastorais e movimentos da Igreja Católica viveram ontem (19) um dia intenso de reflexão, oração e arte para rememorar os últimos momentos de Jesus Cristo antes de sua morte. Muitas foram as encenações da Via Sacra organizadas pelas comunidades católicas de Manaus nesta Sexta-Feira Santa.

A Via Sacra, também conhecida como Paixão de Cristo, lembra o caminho tortuoso percorrido por Jesus Cristo, do Tribunal de Pilatos até o Monte Calvário. Tradicionalmente, é dividida em 14 estações. Em alguns casos, dependendo da comunidade, pode ter 15, para incluir a Ressurreição.

Há mais de 10 anos, jovens, adultos e crianças pertencentes aos grupos pastorais do Santuário Arquidiocesano São José, no Centro da capital amazonense, encenam “o caminho da cruz”. Este ano, não foi diferente. Caracterizados com vestimentas da época e fazendo uso de recursos como efeitos especiais sonoros e maquiagens realistas, os agentes de pastorais se colocam na posição de atores e produtores teatrais para narrar o momento.

Leia mais: Católicos celebram hoje a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo

Na frente da igreja, por exemplo, foi montado um tribunal romano, para representar uma das estações (paradas ou atos) da Via Sacra – a condenação de Cristo. Ornamentada com escudos e tecidos, com soldados a caráter e até o trono de Pilatos, a entrada principal do santuário foi palco para os jovens, além de encenarem a narrativa bíblica, mostrarem as “dores” do povo brasileiro na atualidade, em referência à Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas”.

Saindo da igreja, a encenação seguiu acompanhada pelos fiéis em forma de procissão pelas ruas Visconde de Porto Alegre, Santa Isabel e Duque de Caxias, no Centro, zona Sul de Manaus.

No caminho, a montagem retratou momentos marcantes do trajeto que Jesus percorreu até o Monte Calvário. Entre eles, as Suas quedas, a dor de Sua mãe Maria ao vê-lo sofrendo com o peso da cruz e os açoites, o cirineu que O ajuda a carregar a cruz, Verônica que enxuga o Seu rosto e o instante em que Ele consola as mulheres.

Encenação percorreu ruas nos arredores do Santuário.

Retornando à igreja, já na área externa, a emoção ficou por conta dos cantos e reflexões sobre a crucificação e a morte de Cristo, encenada no palco a céu aberto. Finalizando, o pároco do santuário, padre José Ivanildo, fez um breve sermão e conduziu a oração de encerramento.

“A Via Sacra não é só um teatro, é por isso que ela nos emociona tanto porque nós revivemos um acontecimento, a Paixão de Nosso Senhor. Nós vemos os passos Dele e vemos como nós devemos dar os nossos passos, como nós também somos convidados a abraçar a cruz no dia-a-dia para que com Ele nós também ressuscitemos”, reflete o padre salesiano.

Por Michael Stéfanni – Portal Beiradão

Leia também: Confira a programação especial de Páscoa no Parque Cidade da Criança

_________________________________
Mande sua notícia para o Beiradão:
(92) 99320-2841 (Whats) / portalbeiradao.am@gmail.com