O Shopping do Artesanato e Economia Solidária reabre as portas na próxima segunda-feira (29/06) para atender ao público presencialmente, respeitando o terceiro ciclo do Decreto 42.395 de 13 de junho de 2020. O espaço é coordenado pela Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), conta com 88 lojas e reúne o trabalho de artesãos independentes, indígenas, associações e produtores amazonenses.

O Shopping do Artesanato está localizado na avenida Djalma Batista, 1018, e fica na Galeria Mais (entre o Plaza e Amazonas Shopping). O atendimento acontecerá de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. A volta acontecerá gradualmente, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os permissionários do grupo de risco retornam somente no dia 6 de julho, conforme recomendação.
De acordo com a secretária da Setemp, Neila Azrak, a reabertura do Shopping do Artesanato traz de volta a oportunidade dos artesãos mostrarem seus produtos presencialmente. “As mudanças em função da Covid-19 ocorreram de forma muito rápida e estamos seguindo todas as orientações de segurança repassadas durante a semana pela coordenação do Artesanato Amazonense. Vamos voltar conscientes do nosso papel como cidadão”, destacou.

Entre as novidades que serão apresentadas ao público estão: acessórios, biojóias e ecojóias, porta-moedas em crochê, tigelas e cumbucas de cerâmica, artesanato indígena (colares e cocares), canetas, caixas, porta-jóias e artesanato em marchetaria, pulseiras, suplast, entre outros produtos artesanais.

Em cumprimento ao Decreto Governamental nº 42.061, de 16 de março de 2020, o Shopping parou suas atividades no dia 18 de março, e alguns artesãos precisaram se reinventar e aderir à forma virtual para os atendimentos e vendas de suas peças e produtos.

Segundo a artesã e permissionária, Marcia Vaz, a pandemia não a fez parar. As vendas de panelas de barro e máscaras de tecido foram seu carro-chefe e os produtos mais procurados pelos clientes. “Eu me sinto feliz por entregar todas as encomendas. Com a reabertura do Shopping do Artesanato, estou ainda mais esperançosa por dias melhores”, disse.